20 abril 2017 Comer e Beber

Desde o século XIX, introduziu-se na cultura o ato de presentear familiares e amigos com ovos de chocolate durante a Páscoa. Esse ritual teve seu início no ano de 1819 pelo francês François Louis Cailler e, desde então, a procura e o consumo são maiores nessa época, que é o auge para os mestres dos chocolates – chocolatiers. Para aproveitar esta data especial, que tal degustar chocolate harmonizado com vinhos de sobremesa e/ou licorosos?

Taça de Vinho do Porto da Oxford Crystal.

Taça de vinho do Porto da Oxford Crystal.

Aprenda a harmonizar vinho com chocolate

O chocolate ao leite (preto) tem maior compatibilidade com o Vinho do Porto Tinto. Já o chocolate branco harmoniza melhor com o Vinho do Porto Branco e os Sauternes – vinhos de colheita tardia, em que as uvas foram colhidas super maduras com alto teor de açúcar. Também para os amantes dos espumantes que queiram harmonizar com chocolate, o Asti – espumante de origem do norte da Itália, Piemonte – produzido com a uva (casta) Moscato Bianco é uma ótima sugestão, pois tem a doçura próxima a dos chocolates e a perlage (as famosas borbulhas) permitem preencher com a cremosidade toda a nossa boca e assim equilibrar o ponto de doçura desta harmonização.

Taça de espumante da linha Gota, Oxford Crystal. Seu design foi inspirado numa gota de água.

Taça de espumante da linha Gota, Oxford Crystal. Seu design foi inspirado numa gota de água.

Mas, é necessária uma taça específica para degustar? Sim, claro que é! Para complementar este êxtase, a taça de cristal adequada proporcionará uma melhor degustação, pois permitirá que os aromas das bebidas estejam mais acentuados devido ao design das taças e também a matéria-prima, que faz toda a diferença.

Linha Profissional da Oxford Crystal. Foto: Henrique Peron.

Linha Profissional da Oxford Crystal. Foto: Henrique Peron.

Lucas
LEIA AS OUTRAS MATÉRIAS

LucasSommelier e professor de Gastronomia formado pela Univille-SC. Especialista em Finanças pela FCJ-SC e em Aperfeiçoamento em Serviços e Gestão pelo Senac Campos do Jordão-SP. Mestrando em Ciência Animal pela Unoeste-SP. Falar, vivenciar, partilhar gastronomia é com ele! Acredita que as viagens a trabalho ou familiares são necessárias para se recriar sempre. Tem certeza de que a gastronomia pode unir culturas, costumes, saberes e pessoas para um bom bate papo!

    Gostou? Deixe seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *