26 novembro 2020 Inspirar-se

O tema do Prêmio Oxford de Design 2020, “Uma viagem pela sua casa”, tem a ver com a pandemia do novo coronavírus, que fez com que nos abrigássemos em casa por longos períodos. A ideia é descobrir como as pessoas traduziram essa experiência através de uma linha de louças.

Para inspirar os concorrentes do POD 2020, entrevistamos Rogério Campos, terceiro colocado em 2019 com o projeto “O futuro é uma astronave que tentamos pilotar”. Formado em Artes Plásticas, Rogério atua profissionalmente como publicitário desde 2000 e, em 2015, lançou o site de pôsteres Na Casa da Joana.

Ao lado de Gabriel Sherer e Taine Gonçalves –vencedores do Prêmio Oxford de Design 2019, em primeiro e segundo lugar, respectivamente–, ele fará parte do corpo de jurados deste ano. Confira, abaixo, a entrevista.

Arte de Rogério Campos que ficou em terceiro lugar no Prêmio Oxford de Design 2019

Puxe Uma Cadeira: Como foi a experiência de ser um dos vencedores do POD 2019?

Rogério Campos: Foi maravilhosa! Sempre acompanhei o Prêmio Oxford de Design, votando e querendo comprar as porcelanas dos participantes. Então, ganhar foi muito gratificante.

PUC: O que achou do tema do Prêmio Oxford de Design 2020: “Uma viagem pela sua casa”?

RC: Achei mais instigante do que o da edição que participei. Com tudo o que vem acontecendo pelo mundo, nós tivemos que nos adaptar em nossas próprias casas. Reconstruir espaços, redescobrir ecossistemas que sempre estiveram aqui, mas que os dias corridos tiraram da gente. Esse é o momento de olhar para a própria casa, plantar, decorar, viajar, encontrar mundos que são seus. Vai ser uma edição marcante.

PUC: O que faz você se sentir em casa? Que hábitos, ou diferenças, descobriu na sua casa nesse período em que estamos mais confinados?

RC: Eu sempre fui daqueles que precisava sair para trabalhar, não conseguia misturar casa e trabalho. Foi desafiador. Aos poucos, fui me adaptando, encontrei um espaço para o trabalho, encontrei tempo para dividir com minha família. Tenho um filho de 3 anos que me vê e diz: ‘pai, pode dar uma fugidinha?’ Comprei um milhão de plantas, comecei a enxergar o lado bom de estar aqui. Confinado, mas em casa.

PUC: Quais são seus projetos profissionais, no momento?

RC: Eu trabalho em uma grande agência de publicidade. Já trabalhava lá quando participei da edição passada do prêmio, e recebi um apoio incrível dos colegas, foi ótimo. Junto com a minha esposa, Roberta, tenho há 5 anos um site de decoração chamado Na Casa da Joana, que reabriu no último dia 10/11. Ficamos um tempo fechados por causa da pandemia e aproveitamos para repensar nossos produtos, nossa linha de produção. É Na Casa da Joana que eu faço meus experimentos, ouso, misturo o comercial com o artístico.

Ambiente decorado com pôsteres do site Na Casa da Joana, criado por Rogério Campos.

Biti
LEIA AS OUTRAS MATÉRIAS

BitiJornalista especializada em lifestyle, moda e beleza, trabalhou como editora nas revistas Marie Claire e QUEM. Colaborou com veículos como Folha de São Paulo, Claudia, Elle, iCasei e FFW. Curiosa e detalhista, adora design, gastronomia, fotografia, moda, viagens e tecnologia.

Comentários

Monica Antico diz:

Quem foi o vencedor’

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *